Gravação de audiências

Escrevi este artigo em 1995. Na época, a ideia era uma grande novidade, e sua aplicação ausente em 100% das unidades judiciárias do Paraná. Falar em gravação da audiência, naquela altura da história, era tratar de ficção científica. Hoje, felizmente, a técnica está incorporada à rotina do dia a dia. Mantive o texto original pela curiosidade histórica. Foi meu primeiro trabalho publicado, razão porque tem valor sentimental para mim. Para acessá-lo (em PDF), clique aqui.

Publicado em:

1. Revista dos Tribunais, São Paulo : Editora Revista dos Tribunais, vol. 715 (maio/95), p. 16-33, ISSN 0034-9275.

2. Revista Jurídica, Porto Alegre : Editora Síntese, vol. 210 (abr/95), p. 5-32.

3. Paraná Judiciário, Curitiba : Editora Juruá, vol. 47 (jan.- abr./95), p. 11-33.

Como citar: SANTOS, Alberto Marques dos. O registro fonográfico das audiências e o novo artigo 170 do CPC. Disponível em: [goo.gl/ZTzAmZ]. Acesso em: (colocar a data de hoje).

Excerto:

A gravação fonográfica apresenta vantagens em relação à taquigrafia. O registro é igualmente fiel e completo, de tudo quanto disse a testemunha. Mas a gravação registra mais do que as palavras: registra o tom da voz, o gaguejar, o tartamudear, a vacilação, a insegurança, ou a segurança, a convicção, a presteza no responder, o tom, jocoso, rancoroso, apaixonado, displicente ou reverente do falar; registra, portanto, elementos sutis, impossíveis de transcrever em palavras, impossíveis de representar por escrito, mas que são de fundamental importância para formação do convencimento do juiz a respeito da credibilidade do testemunho. Bem por isso é que a lei manda que o juiz colha direta e pessoalmente a prova, para que tenha contato com esses elementos, e “sinta o pulso” da testemunha.

Um comentário sobre “Gravação de audiências

  1. Excelente trabalho!!! Estou produzindo um trabalho semelhante, voltado ao benefício da utilização do sistema de gravação nas instruções criminais e seu artigo abre vários caminhos de pesquisa para tal desiderato !! Obg!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s